domingo, 28 de setembro de 2014

DETRO combate a dupla função, irregular, do motorista de ônibus.

Fonte: http://www.detro.rj.gov.br/

O Detro realizou no dia 18 de setembro a operação “Legal tem que ser Legal”, para fiscalizar as condições dos serviços prestados pelas empresas de ônibus intermunicipal. As equipes atuaram em quatro terminais rodoviários da Região Metropolitana: Duque de Caxias, Américo Fontenelle, Campo Grande e João Goulart (Niterói). As operações ocorreram entre às 6h e 10h, contabilizando 20 ônibus apreendidos, além de 68 multas aplicadas.

No Terminal Américo Fontenelle (Central do Brasil), a fiscalização recolheu quatro ônibus da Caravele sem selo e com dupla função do motorista e outros três da Trel, todos sem selo, sem Certificado de Autorização de Tráfego (CAT) e dupla funçãoOs agentes ainda autuaram dois ônibus da Reginas e um da Jurema por dupla função do motorista

Já no bairro de Campo Grande, os fiscais apreenderam cinco ônibus da Expresso Mangaratiba, sendo um por farol inoperante; outro sem selo e com a roleta fora das normas do Detro; um com alteração de característica (banco no final do corredor), roleta inapropriada e falta de cadeira de transbordo para portadores de necessidades especiais; outro com selo e CAT vencidos, roleta fora das normas e com Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV) atrasado desde 2012; e o último com a roleta inapropriada e o limpador de parabrisa inoperante. Outras sete multas foram aplicadas: quatro com a roleta inapropriada e três sem a cadeira de transbordo para portadores de necessidades especiais.

Em Niterói, no Terminal João Goulart, quatro ônibus da Fagundes foram levados para a garagem: um sem selo e sem CAT; outro com selo vencido e motorista em dupla função; um sem CAT e outro por alteração de característica (sem posto do cobrador) e falta de selo. A Rio Ita teve um veículo retido por falta de selo de vistoria e outros cinco multados por dupla função do motorista. Já a Viação Mauá recebeu quatro multas por roleta fora das normas do Detro e a Expresso Rio de Janeiro foi infracionada por dupla função.

Em Duque de Caxias, um ônibus da Viação Vera Cruz S/A foi apreendido parte elétrica com defeito. Já a Expresso Mangaratiba teve dois recolhimentos, sendo um por limpador de parabrisa e parte elétrica inoperante, CRLV, selo e CAT vencidos e o outro com selo e CAT vencidos e sem CRLV. A empresa recebeu outras duas infrações por roleta fora do padrão.       

O Detro realiza regularmente operações no ônibus intermunicipais, a fim de garantir a qualidade e a segurança no transporte. Os valores das multas variam entre R$ 563,79 – descumprimento de portaria como, por exemplo, ausência do quadro de tarifas – e R$ 2.555,13 – falta de equipamentos de segurança como pneus lisos ou iluminação externa defeituosa –. Estes valores dobram a cada reincidência.

Crédito da foto na mesma! Foto meramente ilustrativa, sem ligação direta com o fato noticiado!
Ônibus da Expresso Mangaratiba, empresa com mais autuações do DETRO nessa operação!

Um comentário:

Marcelo Braga disse...

Isso aí é uma lixeira!